Notícias

Biblioteca do Capão Redondo tem novo horário para atender pedido da comunidade dos aprendizes



No início de maio, as Fábricas de Cultura redefiniram o horário de funcionamento das suas bibliotecas para se adaptar aos cortes do orçamento da área da cultura, que foram impostos pela atual situação econômica do país. Essa mudança deixou de atender a necessidades de alguns aprendizes da Fábrica de Cultura do Capão Redondo e o Programa procurou encontrar uma solução. 

Cada Fábrica de Cultura tem um Biblioteca que oferece um diversificado acervo de livros, que podem ser lidos na própria biblioteca ou levados para serem lidos em casa, além de jornais e revistas, jogos e dvds, acesso à internet e uma dinâmica programação de atividades culturais como oficinas, contação de histórias, exibição de filmes e bate-papos com escritores, coordenadas por artistas contratados ou pela própria equipe da Fábrica. As bibliotecas são abertas à comunidade e, até o início de maio, funcionavam das 9 às 20 horas, de terça a sexta, e sábados, domingos e feriados das 12 às 17h.

Obrigados a reduzir os custos de funcionamento das Fábricas, por força das contingências do orçamento do Estado, o horário de funcionamento da Biblioteca passou a ser das 9 às 17 horas, possibilitando uma redução no quadro de funcionários. A decisão pela redução do horário noturno foi tomada com base na frequência dos aprendizes, que, de forma geral, costuma ser muito maior durante o dia, o que não se dá na unidade do Capão Redondo.

Porque na unidade do Capão, aprendizes que saem dos seus ateliês às 17 horas costumam esperar pelos pais na Biblioteca, às vezes até às 19h, devido ao trânsito intenso na região. Com isso em vista, esses jovens entre 12 e 18 anos e que frequentam as Fábricas às terças e quintas ou às quartas e sextas, se reuniram, no próprio espaço da Biblioteca, para reivindicar a revisão do horário. A reunião foi filmada e teve algum destaque nas redes sociais. O pedido chegou à gerência das Fábricas e à direção da Poiesis que rapidamente apresentou uma solução que não pusesse em causa o orçamento limitado pela Secretaria de Cultura nem o dia-a-dia dos aprendizes: durante a semana, a escala dos funcionários foi alterada para permitir que a biblioteca permaneça aberta e com atividades das 9 até às 19horas. 

A partir de hoje, portanto, o horário de atendimento das Bibliotecas de  todas as nossas Fabricas de Cultura vai das 9 às 19 horas em todos os dias de semana, pois entendemos que vai beneficiar os aprendizes de todas as comunidade atendidas. 

É interessante perceber que após 4 anos de Programa, as Fábricas de Cultura realmente fazem parte da vida das comunidades, que o serviço oferecido, inclusive o de incentivo à leitura, é muito valorizado por seus frequentadores e que há diálogo aberto entre o programa  e a comunidade.

 
Todos os Direitos Reservados a FÁBRICAS DE CULTURA.
Desenvolvimento de Sites