Notícias

Fábricas de Cultura apresentam peças teatrais produzidas em 2014 pelo Projeto Espetáculo



Em outubro e novembro, as Fábricas de Cultura Capão Redondo, Jaçanã, Jardim São Luís e Vila Nova Cachoeirinha – unidades da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo – apresentarão quatro peças teatrais, resultantes do Projeto Espetáculo 2014, num total de 40 apresentações. Esta experiência coletiva de produção artística foi trabalhada com jovens, entre 12 e 21 anos, que vivenciaram diferentes aspectos da construção de uma obra cênica. O projeto tem orientação artística de Eliana Monteiro e Ivan Delmanto e coordenação artístico-pedagógica de Guilherme Teixeira.

Cada espetáculo terá sua estreia na Fábrica de Cultura que deu origem a montagem teatral. Depois disso, as peças farão itinerância pelas Fábricas de Cultura das Zonas Norte e Sul.A unidade Capão Redondo apresentará a peça Eu, cavalo; a unidade Jaçanã apresentará o espetáculo Murada; a unidade Jardim São Luís apresentará a peça A versão do avesso e a unidade Vila Nova Cachoeirinha apresentará o espetáculo O menino, o rio e a árvore. A classificação etária é para maiores de 12 anos. A entrada é gratuita. 

O período de apresentações acontece de 24 de outubro a 25 de novembro. Confira abaixo a programação com todas as datas e também as sinopses das peças: 

DIA E HORÁRIO

 

ESPETÁCULO

FÁBRICA DE APRESENTAÇÃO

24/out

20h

A versão do Avesso - Estreia  

Jardim São Luis

25/out

20h

A versão do Avesso

Jardim São Luis

25/out

16h

O menino, o rio e a árvore  - Estreia

Vila Nova Cachoeirinha

25/out

20h

O menino, o rio e a árvore

Vila Nova Cachoeirinha

31/out

20h

Eu Cavalo - Estreia

Capão Redondo

31/out

18h

O menino, o rio e a árvore

Brasilândia

01/nov

20h

A versão do Avesso

Jardim São Luis

01/nov

20h

Eu Cavalo

Capão Redondo

01/nov

20h

O menino, o rio e a árvore

Brasilândia

01/nov

19h

Murada - Estreia

Jaçanã

02/nov

19h

A versão do Avesso

Jardim São Luis

02/nov

18h

Eu Cavalo

Capão Redondo

02/nov

15h

Murada

Jaçanã

03/nov

17h

A versão do Avesso

Jardim São Luis

03/nov

20h

A versão do Avesso

Jardim São Luis

06/nov

19h30

Murada

Jaçanã

07/nov

20h

Eu Cavalo

Capão Redondo

07/nov

18h

O menino, o rio e a árvore

Jardim São Luis

07/nov

15h

Murada

Jaçanã

08/nov

20h

Eu Cavalo

Capão Redondo

08/nov

18h

O menino, o rio e a árvore

Jardim São Luis

08/nov

15h

Murada

Jaçanã

08/nov

19h

Murada

Jaçanã

09/nov

18h

Eu Cavalo

Capão Redondo

15/nov

16h

A versão do Avesso

Vila Nova Cachoeirinha

15/nov

20h

A versão do Avesso

Vila Nova Cachoeirinha

15/nov

14h

Eu Cavalo

Jaçanã

15/nov

17h

Eu Cavalo

Jaçanã

16/nov

16h

A versão do Avesso

Vila Nova Cachoeirinha

16/nov

19h

A versão do Avesso

Vila Nova Cachoeirinha

16/nov

14h

Eu Cavalo

Jaçanã

16/nov

17h

Eu Cavalo

Jaçanã

22/nov

20h

O menino, o rio e a árvore

Vila Nova Cachoeirinha

22/nov

14h

Murada

Capão Redondo

22/nov

17h

Murada

Capão Redondo

23/nov

16h

O menino, o rio e a árvore

Vila Nova Cachoeirinha

23/nov

14h

Murada

Capão Redondo

23/nov

17h

Murada

Capão Redondo

25/nov

16h

O menino, o rio e a árvore

Vila Nova Cachoeirinha

 
Eu, cavalo (direção de Kleber Lourenço e Rodrigo Batista): Um dia, sonhei que atravessava o mar e todos os continentes, eu passava por muita gente. O sonho era tão real que dava para ver a sombra das pessoas no chão, mas ninguém me via. Separados por um rio e uma ponte em ruínas, soldados soterrados por areia e pedra desconhecem sua origem e trabalham. Os cavalos atravessam de uma margem à outra sem cessar. É preciso que ninguém se mexa, que nada saia da ordem, que nada mude de sentido. O inimigo está presente, as muralhas são para proteção.


Murada (direção de Mauricio Perussi): Uma antiga cidade, que era cercada por quatro muralhas de pedra, desconhecia o que existia além das divisas de seu território. Então, um jovem cansado da mesmice da vida e dos seus medos, resolve, inquieto, arriscar-se e romper os limites de suas fronteiras. O desejo pelo desconhecido impulsiona uma saga de afronta aos poderes e certezas do mundo mapeado, ao ponto de revelar as violências silenciosas que o fazem funcionar.

A versão do avesso (direção de Kanzelumuka e Priscila Preta Obaci): Em 2030, após um longo período de caos, uma cidade alcançou melhorias com a chegada da Ordem do Bem ao poder. Aqueles que não concordaram com esta nova sociedade foram viver em outros lugares. Estes divergentes serão expostos em um museu, como símbolo de tudo que estava errado na antiga comunidade. Qual a ordem mais justa? Qual o desejo daqueles que estão à margem? Será que o futuro repetirá o passado?

O menino, o rio e a árvore (direção de Thomas Holesgrove e Veronica Mello): Sentindo-se abandonado por sua mãe e incompreendido por seu pai, um jovem viaja por sonhos a uma mata estranha onde se encontra com figuras líricas e sombrias do presente e do passado.  Lá ele começa a entender as histórias dos seus pais de outra forma, mas também precisa se preparar para enfrentar uma dura e triste realidade.


Fábricas de Cultura

Cinco unidades do programa Fábricas de Cultura são gerenciadas pela POIESIS – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura: FC Brasilândia, FC Jaçanã, FC Vila Nova Cachoeirinha, FC Jardim São Luís e FC Capão Redondo.

Poiesis
Fábricas de Cultura
Governo de São Paulo
 
Todos os Direitos Reservados a FÁBRICAS DE CULTURA.
Desenvolvimento de Sites