Notícias

Núcleo Luz muda a vida de jovens da periferia por meio da dança



Dançar transforma vidas! Faz bem ao corpo e ao espírito. E muito mais, em alguns casos. Criado como piloto em 2007, o Núcleo Luz não parou de crescer, até se tornar um projeto que busca ampliar o universo cultural de jovens de famílias de baixa renda. Faz isso por meio da vivência mais profunda na dança, da criação de espetáculos, da interface com outras linguagens artísticas, além da participação em diversas atividades socioeducativas.

O projeto faz parte do Programa Fábricas de Cultura, da Secretaria de Estado da Cultura, gerenciada pela organização social Poiesis. Desde o início, 303 jovens já passaram pelo projeto. Com uma leve vantagem para a presença de meninos, 156, contra 147 meninas. As atividades são realizadas de segunda a sexta na sede do Núcleo Luz, situada no Bom Retiro, zona central de São Paulo. A localização foi escolhida de forma estratégica para ampliar a vivência e a apropriação da cidade pelo jovem – fica próxima às estações Tiradentes e Luz do Metrô.

O projeto é gratuito e oferece bolsa-auxílio, alimentação e transporte aos aprendizes da região metropolitana de São Paulo. O trabalho realizado com os jovens já começa a refletir em seus projetos autorais, como ressalta Chris Belluomini. A cada ano, cresce a quantidade de grupos de aprendizes do Núcleo Luz que foram contemplados por Leis de Incentivo à Cultura e de aprendizes que estão participando de eventos importantes ou que trabalham na área educativa.

Entre os exemplos dos grupos que conseguiram incentivo cultural estão: Com[Som]antes Cia de Arte (9 aprendizes), contemplado pelo VAI 2014 e 2015; Coletivo Calcâneos (6 aprendizes), contemplado pelo VAI 2015; Dois Rumos Cia de Dança (3 aprendizes), contemplado com o VAI 2015; Fragmento Urbano (5 aprendizes), contemplado pelo Fomento à Dança 2015, PROAC 2010 e VAI 2010; Coletivo Válvula (6 aprendizes), contemplado pelo VAI 2015; NOS QU4TRO, (4 aprendizes), contemplado pelo VAI 2015; e Batuque Arte (3 aprendizes), contemplado pelo VAI 2014 e VAI II 2015.

Além dos aprendizes contemplados por leis de incentivo, Rafaela de Alencar, aprendiz do Ciclo I desde 2013, participou do Tomorrow’s Leaders Today, um curso onde 25 jovens oriundos de diversos programas de formação da Secretaria de Cultura, como Fábricas, Guri, EMESP discutiram suas visões sobre o futuro da arte e da cultura na cidade de São Paulo enquanto exercitaram questões de liderança e trabalho em grupo.

Outro nome é o de Lucas Oliveira, aprendiz do Ciclo I, que participou em 2015 da Biblioteca do Corpo em Viena, além de apresentações em São Paulo – Sesc e Fábricas de Cultura da Secretaria de Estado da Cultura. Além disso, ex-aprendizes do Núcleo Luz estão trabalhando atualmente nas áreas artístico-pedagógica e de articulação e difusão nas Fábricas de Cultura.

Como funciona o Projeto Núcleo Luz?

São oferecidos dois programas pelo Núcleo Luz: o Ciclo I e o Ciclo II – Formação. O primeiro é voltado para jovens entre 14 e 19 anos com alguma experiência na prática corporal e tem como objetivo a ampliação do universo sociocultural através da dança. São oferecidas 50 vagas gratuitamente, com bolsa de incentivo, preenchidas por aprendizes remanescentes do ano anterior e/ou jovens aprovados no processo seletivo.

O Ciclo II é voltado para jovens entre 18 e 24 anos com algum conhecimento técnico-artístico em dança e tem como objetivo instrumentalizá-los para atuarem como bailarinos intérpretes/criadores com perspectiva de atuação dentro do cenário independente. São 30 vagas disponibilizadas a cada dois anos e preenchidas por jovens aprovados no processo seletivo.

Em ambos os ciclos, os jovens têm aulas de disciplinas como Canto e Música, Dança Contemporânea, Danças Afro-Brasileiras, Danças Urbanas, Capoeira, Balé Clássico, Pesquisa e Criação de Espetáculos, entre outras, além de aulas de literatura, rodas de conversa, exibições de filmes e saídas culturais diversas. No Ciclo II também há disciplinas mais específicas como Composição e Práticas Coreográficas, Pilates, Técnicas Circenses, e Anatomia.

Nos últimos seis anos, o Núcleo Luz já criou e apresentou os espetáculos “Pedrinho Luz” (2007), “Villa Luz – Mestiçagem, a rota das nossas Histórias” (2009), “Rito de Passagem” (2011), “Heurói” (2013), “Okinosmóv – Um ballet nada russo” (2015), e, também em 2015, estreia o espetáculo “O Lago de Nós”, sendo os quatro últimos com a direção de Chris Belluomini.

O projeto realiza também as Mostras Experimentais de Dança, que dão ao aprendiz a oportunidade de vivenciar o trabalho coletivo e autônomo com a construção e execução de um projeto de pesquisa e criação autoral. Esta etapa é fundamental na formação dos aprendizes: a circulação do trabalho construído após longa e intensa jornada de formação dentro do projeto, capacitando-os a iniciarem o protagonismo de suas trajetórias.

Para saber mais sobre o Núcleo Luz, se informar sobre a abertura dos próximos processos seletivos ou saber as datas de novos espetáculos, acesse www.fabricasdecultura.org.br

Projeto Núcleo Luz – Fábricas de Cultura
Rua Talmud Thorá, 52/58, Bom Retiro - São Paulo
Contato: (11) 3222-8151 | 8111 nucleoluz@fabricasdecultura.org.br
Facebook: www.facebook.com/projetonucleoluz

Poiesis
Fábricas de Cultura
 
Todos os Direitos Reservados a FÁBRICAS DE CULTURA.
Desenvolvimento de Sites