AS VIDAS MIÚDAS E OUTRAS INSIGNIFIC NCIAS

Uma misteriosa forasteira chega a um sítio em ruínas. Nelas, descobre um circo abandonado onde encontra sua inusitada companheira: uma barata.
A partir da complexa relação entre as duas, percorremos variadas emoções, através da poesia das coisas insignificantes, da parvoíce e conflitos sobre relações de poder. Esta peça visual, que conecta o circo e a música através da linguagem do palhaço e do teatro físico, convida o público a participar ativamente da história que constrói.

Clicando em "Aceito todos os Cookies" ou continuar a navegar no site, você concorda com o
armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a experiência e navegação no site.
Consulte a Política de Privacidade para obter mais informações.

Aceitar todos os Cookies