EXPOSIÇÃO: OÎMOMARÃ- MANTER-SE VIVO NA ADVERSIDADE!

Em 19 de abril é comemorado o Dia dos Povos Indígenas. Criada em 1943, a data celebra a cultura e herança, além de estimular o combate ao preconceito e promoção de direitos dos povos originários. Em consideração a esta data simbólica, a Fábrica de Cultura do Jaçanã promove o Mês da Visibilidade Indígena, com atividades dedicadas à valorização e reflexão da cultura, vivência e luta indígena.

Para compor nossa programação convidamos a artista, MC atuante no movimento hip-hop e multi-artista Sarah Key, que traz para a Fábrica a exposição “OÎMOMARÃ – Manter-se vivo na Adversidade”.

OÎMOMARÃ – O movimento da Pixação em paralelo com o movimento Indígena são ferramentas diretas de reivindicação e retomada de Territórios, na prática.

A pixação é língua materna das ruas. Ela contesta as grandes cidades que foram construídas em cima de nossas florestas e rios.
Igualmente criminalizada, pois é uma ferramenta de organização interna. Ela é a arte que subverte a lógica da própria arte.
Ela burla o sistema de inteligência.
Ela renega as leis do homem branco.
Ela é uma expressão viva que grita a voz calada de nossos ancestrais.

Contamos com você para prestigiar esta programação especial. Não perca!

Clicando em "Aceito todos os Cookies" ou continuar a navegar no site, você concorda com o
armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a experiência e navegação no site.
Consulte a Política de Privacidade para obter mais informações.

Aceitar todos os Cookies